o problema da felicidade

«Todo o dia, minha querida, enquanto ando nos meus afazeres, vou sonhando. Casar-te com um homem rico, e então eu ficava tranquila, ia para o mosteiro, depois para Kiev… para Moscovo, e andaria assim em peregrinação pelos lugares santos… caminhava e caminhava. Que felicidade!…»

Anton Tchékov, «O Cerejal», Campo das Letras

Anúncios

~ por pedroteixeiraneves em Setembro 4, 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: