existenciais e que tais

36. Qual a meta de um metalúrgico?
37. Não será certamente à toa que um jornalista assim se chama: a sua lista de contactos é o seu maior bem.
38. Uma companhia militar não deve ultrapassar os mil militares?
39. Um libertário é sempre refém dos seus princípios?
40. Pode um libertino não ter tino?
41. Vocabulário não deveria antes escrever-se vozcabulário?
42. Tomada a embarcação, o pirata disse para o capitão de fragata, servindo-se da sua garrafa de uísque: Desta água não mais bebarrais.
43. Pode um atrasado mental alguma vez chegar a horas a uma reunião?
44. Foi fortemente influenciado por um escritor. Suicidou-se.
45. Fazia récitas de poesia quando um antropófago, levantando-se no meio do público, lhe perguntou se não teria antes uma receita de poetas que lhe sugerisse.

Anúncios

~ por pedroteixeiraneves em Março 28, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: