o poder é como o violino – eduardo galeano

É num livro sobre os chamados «anos de chumbo» da América Latina, os anos 70 do século passado, relatando histórias vividas em épocas extremamente violentas, resgatando ao tempo e à memória o terror étnico-político então praticado pelas diversas ditaduras militares, a maior parte das vezes a coberto dos grandes interesses multinacionais made in USA, que se encontra uma genial definição do que é o Poder, assim, a páginas tantas de «Dias e Noites de Amor e de Guerra», de Eduardo Galeano: «Humor negro de Buenos Aires: “O poder”, dizem, “é como o violino: pega-se com a esquerda e toca-se com a direita”.» E como a máxima encaixa também ao nosso governo presente! Sim, no caso da política, no caso dos políticos, é bem certo que a a História se não se repete, tende, pelo menos, a repetir-se.

~ por pedroteixeiraneves em Junho 23, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: