lustrosos e cia

Sem paciência para falar do Mundial, porque me enoja toda esta insânia em torno de tipos que o mais que fazem é dar pontapés numa bola, como se nisso estivesse a salvação do mundo e como se de génios se tratassem os ditos, retiro no entanto, dos últimos jogos em que se falou português, o que já sabia: que o lustroso CR7 come egos ao pequeno-almoço (peneira que certamente ganhou dos anos ingleses no Manchester), que Queirós é um teórico da velha escola futebolística portuguesa do não arriscar e esperar para ver (que é o mesmo que dizer ficar à espera de comer um primeiro golo para depois ver se há forças para ir buscar um empate), que a Federação do senhor Madaíl fraca é (porque incapaz de tomar decisões de ruptura — basta ver o silêncio em torno das palavras infantilóides e inadmissíveis do rapazito CR7), e que, por fim, o futebol de praia do Brasil só confirma uma velha regra da literatura, em que normalmente 10 por cento da “coisa” é inspiração, o resto será transpiração; ora, que mais esperar senão a eliminação de uma equipa que se fica pelos primeiros dez por cento?! A Holanda? Senhor Madaíl, para castigo e trabalho de férias deveriam obrigar o Professor Queirós a ver este jogo pelos menos umas cinquenta vezes. A ver se o senhor percebe um pouco de táctica e de substituições, a ver, sobretudo, se entende que é querendo ganhar que se ganha!

~ por pedroteixeiraneves em Julho 2, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: