Viver em voz alta

Há cerca de quatro anos, participei numa mesa debate, na Universidade Lusófona, sobre a «Crónica» enquanto género jornalístico. Comigo, Carlos Vaz Marques e Pedro Mexia. Muito então se disse sobre o que era a Crónica, mas só hoje encontro a definição perfeita para a dita, numas crónicas, justamente, de Rubem Braga, em que o escritor brasileiro sobre o assunto se pronuncia, no livro «Os Trovões de Antigamente» (Edição LBL, de 1973): «Viver em voz alta»! Extraordinária síntese.

Anúncios

~ por pedroteixeiraneves em Agosto 1, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: