o problema do domingos

É também aos domingos que a natureza, como um todo,
se aproxima mais de nós. Até os pássaros parecem conhecer
a agenda, pois mudam os cantos.
O meu pai, John Bloom, entre outras decisões,
decidiu proibir a si próprio precisamente os domingos,
pois dizia que eram os dias onde os humanos
menos agiam humanamente —
e, além do mais, pouca investigação científica faziam.
Se o progresso dependesse dos domingos
ainda andávamos de carroça e falávamos Latim.

Gonçalo M. Tavares, «Viagem à Índia», Caminho

~ por pedroteixeiraneves em Novembro 7, 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: