protestos? q’horror!

Ontem à noite, ouço de raspão parte do «Prós e Contras». Um ponto prévio: parece-me que a produção do programa, na suposta e teórica facção dos Contras, tenta sempre encontrar alguns guerrilheiros dignos do epíteto, quanto mais ao estilo nicaraguense melhor… (diz-se assim, o gentílico para os nascidos na Nicarágua?) — para as audiências subirem, claro. Bom, a verdade é que, uma vez mais, fiquei sem perceber quem era a favor e quem era contra o quê exactamente… Adiante, ao raspão: às tantas, Isabel Stillwell, ao seu estilo muito «light», avança dizendo-se (e insurgindo-se contra Tiago Rodrigues) contra protestos e manifestações. A ideia com que fico deste tipo de pessoas é que vivem distantes do país que habitam. Assim como vivessem num país-postal, um país que adoram enquanto referente gastronómico, paisagístico, cultural. Uma espécie de país idílico que, julgam, contexto social algum pode manchar, sequer abanar ou pôr em risco. Crise? Desemprego? Fome? Que horror, isso é para magrebinos e outros terceiro-mundistas! Que horror, nós estamos na Europa. Meu Deus, na Europa não há disso! Será, Isabel, será? E quando tudo falha, quando o sistema não responde, quando os governos não governam e apenas se governam, não será «já tempo de ir para a rua e gritar»?

Anúncios

~ por pedroteixeiraneves em Março 1, 2011.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: